DESDE LA FRATERNIDAD DE VALADARES EN BRASIL

Una carta de la Comunidade Calasanz de Gov. Valadares donde algunos miembros harán su promesa este año:

À PROCURA DA Fraternidade…

Um convite foi o primeiro contato com a “Fraternidade”. O que estaria por trás daquela carta que recebemos? A qual grupo, pastoral ou movimento estávamos sendo convidados a participar? O que seria a Fraternidade? Esses e outros questionamentos rondavam nossos pensamentos, tornando- nos mais e mais curiosos e ansiosos para o grande dia do “encontro”.

O momento chegou e, tendo dito “sim”, ali estávamos, ainda confusos, mas conscientes de que o chamado nos colocaria a serviço da obra do Pai. Os dias foram passando e a palavra FRATERNIDADE começou a ganhar seu verdadeiro sentido. Vimos que podíamos não ter parentesco uns com os outros, mas a certeza de sermos filhos de um mesmo Pai, nos unia e motivava, tornando-nos parte dessa nova família.

Descobrimos que não estávamos em uma pastoral, em um círculo bíblico, muito menos em um grupo de apoio. Estávamos sim, de pouco a pouco, nos tornando como ovelhas de um pastor, São José de Calasanz, que nos levava ao verdadeiro e maior pastor de todo cristão, Jesus Cristo.

Em cada encontro que realizávamos, aprofundávamos na Palavra de Deus e através de momentos de partilha, diálogo, oração e estudo, percebíamo-nos mais que leigos, entendíamos que somos fraternos responsáveis pela evangelização onde quer que estejamos e com quem convivamos.

Mas, o que seria então a Fraternidade Escolápia? Há uma definição “oficial”, conhecida por todos, que talvez convenha citar. “A Fraternidade das Escolas Pias é o conjunto de fiéis cristãos associados em prequenas comunidades para viver o carisma escolápio (espiritualidade, missão e vida), cada qual segundo sua vocação laica, religiosa ou presbiterial”.  Porém, para a nossa comunidade, vai além desse conceito, porque estamos percebemos a “transformação” de cada participante em busca de sua fé para a transformação do outro e isto, para nós, tem sido uma grande riqueza.

Por isso, entendemos que a FRATERNIDADE está muito além de sua definição. Sabemos que estamos próximos e seguindo o legado de São José de Calasanz, um santo que entregou e dedicou sua vida ao serviço dos pequeninos e mais carentes. Então, fez o que o próprio Cristo nos ensinou: amar ao próximo como a nós mesmos e deixar que os pequeninos viessem ao seu encontro.

Hoje, sabemos que, para cada um de nós, reconhecermo-nos parte da “obra de Deus” foi o primeiro passo para aceitarmos ficar e participar. Os passos seguintes vieram com a ação do Espírito Santo, motivando-nos e impulsionando nossos pensamentos e sentimentos, fazendo com que desejássemos estar e ficar com Ele, para entender e fazer sua vontade em nossas vidas cotidianas.

Este será o ano da nossa PROMESSA. Estamos felizes e comprometidos!

Se nos perguntarem em que a Fraternidade tem contribuído para nossas vidas, talvez não tenhamos a resposta, pois essa contribuição é experimentada, incorporada, vivenciada diariamente pelo nosso SER CRISTÃO e em constante transformação.

Somos fraternos e vivemos a Fraternidade quando conseguimos enxergar no outro o Cristo que nos impulsiona a ser boas pessoas e a evangelizar, através de nossas atitudes e exemplos. Vivemos a Fraternidade quando reconhecemos que podemos ser um canal de graça e amor para todos aqueles com os quais convivemos ou encontramos pela vida a fora.

Fraternos da Comunidade Calasanz – Governador Valadares

Dejar un comentario

nombre*

Correo electrónico* (no publicado)

sitio web